quarta-feira, 1 de outubro de 2008

ATO - CONTATO


| Contato |

Contato/ Tato / Pacto
Com tato ou sem tato
Até que ponto nos relacionamos com o ser ao nosso lado
Lado/ Dado/ Quadrado
Talvez sejamos um tanto quanto quadrado, ta aí, quadrado.
Onde fica a cabeça e o pé de um ser humano?
Onde fica o cerne de tudo isso?
Contato
Gosto de pegar/apalpar/mexer/apertar
Simplesmente relar
Relar/Gostar/Amar/Apelar/Gozar
Onde ficou essa relação
Não digo de nenhuma relação em especial, mas essa relação com as pessoas
Aprender/saber/crer/ser
Acho que o melhor a fazer é nos refazer de uma forma mais humana
Humana de seres humanos
Partir/ir, ir pra poder voltar
Chorar, pra poder sorrir
Dor/rancor/pudor
Nesse som abafado existem essências únicas que só sentindo pra reconhecer
E no último verbo, que precisamos fazer bico no fim das palavras
Terminadas em ‘ur’ fica pra você um único verbo
Que titulei como o meu verbo, com um único som e milhares de significado.
Um verbo que se sente, sem nomenclatura
Agora só com a imaginação
Fale só pra você a palavra ‘ur’..
e agora me mande um beijo!
Sem nó no peito!

5 comentários:

wallace disse...

nossa... me perdi no meio do texto. Tem um certo eco. biejos com "ur" procê...

goooooood girl disse...

i like......

Fabiana Cruz disse...

Passei para retribuir o OI e o elogio, blog interessante, oposto da maioria, o meu no caso, é para que a família de longe (BH/MG, Argentina, Chile e SP/SP) possam ter notícias do baby.

Até

Mateus Rosa disse...

Beeeeij'urrrrrrrr' pro'cê!!

Anônimo disse...

Bemerkenswert, es ist die sehr wertvollen Informationen cialis preis levitra 20mg erfahrungen [url=http//t7-isis.org]levitra rezeptfrei[/url]