segunda-feira, 22 de setembro de 2008

MÃOS NO CÉU PÉS NO CHÃO



livre, livre pra voar
os pássaros me chamam
dou o primeiro salto

me prendo, estou presa as raízes
não me deixam seguir
talvez assim seja melhor

vejo além do horizonte
mas não saio do lugar
talvez esteja enganada
ou presa numa gaiola isolante

gosto de raízes
minhas asas estão inquietas
agora eu vou!
e deixo lá embaixo: uma lembrança
e levo comigo o meu coração

Obrigada!

3 comentários:

wallace disse...

Sobre preferências e mensagens criptografadas. Sobre o que está no chão, ou no céu. A vida é ambivalente. Dialética. Às vezes, se quer saber alguma resposta. Mas... Eu nem sei qual foi a pergunta...!!! Sobre voar e caminhar. A direção é uma só. O que muda com frequência é a paisagem. Já diria o jardineiro. Bj grandão!!! Gosto muito de vc, viu?

Paulo Roberto Wovst Leite disse...

Saudación a usted
e a la vida.
besos

Victor Canti disse...

voar é o sonho mor dos sonhadores, é uma alegoria perfeita, e melhor será se quando acontecer for com consciência de que podemos alçar cada vez vôos mais altos...