quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Alecrim

Clarice acordou assustada. Sonhara com aquela flor que um dia a prometeste e que nunca ganhou. Reviveu alguns momentos passados, pensou e tentou voltar ao sonho. Isso lhe fez bem por algumas horas. Mas certas lembranças não devem fazer o coração diminuir e deixar-la melancólica. Clarice quer um amor inteiro, verdadeiro. Só.
.

6 comentários:

F. Pellicer disse...

Oi Ana Clara!

Seu blog não me é estranho, acho que já passei por aqui! haha mundo pequeno não?

Achei muito lindo seu blog, vejo que você ama literatura como eu! Uma arte de contar sem revelar, de compartilhar sentimentos e expressar visões, dentre muuuuitas outras coisas!

Fique a vontade para me seguir, vou te adicionar aos favoritos do meu blog :)
Como você gostou do meu blog, fique atenta que logo tem o lançamento do meu primeiro livro, estou super empolgado!
Aposto que você vai gostar tanto quanto gostou do blog!

um beijo, até logo!

LUCIMAR SIMON disse...

Esta Clarice esta sempre nos supreendendo, com suas histórias e sonhos longicuos...

beijos, ah vc esta sim em umas das caracteristicas ...

ivone fonseca disse...

Concordo e só uma correção,
Clarice "MERECE" uma amor inteiro e verdadeiro.

Mel disse...

Como eu gosto desta clarice:)

E tanto de você (sinto que somos amigas a valer rsrsrs)

Faça das minhas palavras suas, à vontade!!!!;) São suas!rsrs

Anônimo disse...

Estranho que por algumas vezes os sonhos nos trazem momentos reais... Reviver e lembrar é viver, por algumas vezes sofrer, sentir saudades! Normal, Clarice é normal!
Se compensar volte ao sonho, não tenha medo, TODOS nós temos uma segunda chance, nem que seja só para experimentar!

Já pra vc amiga...desejo um novo amor...intenso, verdadeiro e correspondido! rs...mas cade o príncipe? rs
Vou torcer daqui ta?!

Bjos...
AMOnimo...MARAVILHOSAMENTE!

jorge vicente disse...

E uma flor é sempre verdadeira, intensa, plena!