terça-feira, 27 de julho de 2010

Certa noite

Naquele dia, ela não queria estar lá sentada, tomando aquela cerveja. Ela quer sentir outras coisas. Esquecer alguns pensamentos que foram construídos em mesa de bar.
.

5 comentários:

Desirée disse...

então pq não o fez?

Clarinhaaa disse...

Pois é...

foi mais forte do que eu!

Seja bem vinda Desireé!!

Mel disse...

Ela podia ser eu...
(como me revejo em suas palavras!)

Bjs Bjs Bjs :)

Anônimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu

mural do ajosan disse...

É, Clarinha! vez em quando temos que parar para repensarmos nossa vida; abração.