segunda-feira, 3 de maio de 2010

Mais um


Trimmmm... trimmmm... O despertador toca às cinco horas e quarenta minutos da manhã. Os olhos quase não se mexem. Seus pés mal se esquetaram e já esta na hora de levantar. Os dias amanhecem assim. As noites parecem ser curtas demais para ela. O frio a consome até vestir sua roupa e sair de casa. Quando atravessa a avenida, o vento corta seus cabelos de uma forma que seu corpo todo se levanta. Passa o dia trabalhando com crianças e piolhos. Sorrisos e hematomas. A tarde cai, e o sol a esquenta. O céu está entre o azul e o laranja. Em um curto espaço de tempo, vê um arco de bexigas coloridas. Começa a se lembrar da última vez em que viu algo parecido. Talvez numa festa de escola, no primário. Escolheu desejos para cada cor de bexiga. Deu nomes para cada tom. E imaginou todas elas espalhadas por aquele céu. Esta na hora de ir pra casa.
.

3 comentários:

Valquíria Falcão disse...

É menina, a vida é assim sempre numa correria e se torna uma delicia quando paramos por uns segundos para reparar nas bexigas...

Estava com saudades daq...

Beijos e boa semana...

Pio disse...

Muito bom!
:D

Mel disse...

Como o despertador da minha alma toca quando vem até aqui... que saudades de visitar você Clara :)

Ando meia fugida... coisas da vida de gente adulta:/ mas, não ando esquecida de você nem do melmequer...

Beijos mil*