terça-feira, 6 de abril de 2010

| Zero pra somar |

foto: Cristiano Caniche

o nada tem tanto...
ele pode ser tão grande
e nos engolir em nossas pequenitudes ao vê-lo,
o nada tem sabor
quase sempre desagradáveis ao nosso paladar,
o nada as vezes é um querer,
outras vezes, uma praga que nos toma,
quase sempre é falta de alguma coisa ou de alguém,
mas muitas vezes é sobra de tanto.
Então ele é só um sentir,
é tanto que gostariamos que fosse menos,
que a dor fosse menor quanto sua presença no amor,
gostariamos que ele o "nada" fosse menos
quem sabe um tudo
ou talvez
um NADA.

.De Zeroglota para ele mesmo.
.

4 comentários:

Ady disse...

Nossa...ARRASOU!

Faz tempo que não passo por esse cantinho... E me surpreendi! Ta tão aconchegante...Ai ai!
Realmente amiga o nada...quer dizer as vezes a falta daquela coisa...da pessoa...as vezes a gente diz: Não tem nada pra fazer...temos muita coisa, por diversas vezes não é aquilo que queremos então culpamos o NADA...


Adorei!

MARAVILHOSAMENTE..
AMOnimo! rs

wallace disse...

Eu já falei que gosto das coisas que você escreve? Pois é... rs...

bjs, boa semana!

ivone fonseca disse...

Um nada tão complexo que nos deixa sem palavras até para descrever..

bj bj bj t+

Projeto Reticere disse...

lemtrei do 'tratado sobre nadas' do grande Manoel de Barros...

Gleuber Militani
Projeto Reticere