sexta-feira, 14 de agosto de 2009

| Clarice - 1° passo |


Clarice resolveu agir. Olhou pra frente. Nada. Pros lados. Nada. Respirou e levantou. Ainda com o corpo doendo, deu o primeiro passo. Abriu as janelas. Deixou o sol bater. Ficou ali por alguns segundos. E sentiu seu calor. De olhos fechados reviveu aquela fantasia. Viu que a partir daquele momento isso seria passado. Ao abrir os olhos sorriu. Meio de lado, mas sorriu. Algo lhe passou em pensamento. Se dirigiu até a rua e resolver andar. Sem destino. Dessa vez, ela observa o que está a sua volta com outros olhos. Tudo mais colorido. Mais perfumado. Tudo estava realmente diferente. E terminou esse passeio dando um "Bom Dia" ao seu vizinho que há tempos não o via. A noite, deitou-se mais leve. E o sorriso saiu espontaneamente! Dessa vez Clarice resolveu que seria outra. Mais simples. Como esse dia. Porém...
.
PS: Esse texto é continuação do texto "| Clarice |" logo abaixo. Tentarei manter alguns personagens fixos por aqui. Vamos ver no que sai. ( Miranda e Clarice já são certos)! Bjs.

11 comentários:

Levi Noronha disse...

Parece um trecho de livro. Eu encherguei a rua, o medo, a felicidade de enfrentar o medo, o semi-sorriso ao ver coisas "novas".

muito legal mesmo!! Como sempre. Daqui a poco vai virar escritora, ein?

Anônimo disse...

Bela,

As vezes o sol precisa entrar na janela, para sentirmos seu calor...As vezes um óculos escuro azul, pode deixar o dia mais bonito...E as vezes, uma página virada pode valer por uma vida inteira!

MARAVILHOSAMENTE bem...Tipo, Ploft meu queixo caiu!

De verdade, pra sempre!

Mateus Luciano disse...

roubei meu lugar nessa história

me senti nela por alguns instantes

ana luisa disse...

ameeei!

Mateus Luciano disse...

frist of the gang to die / morrissey eu tava por aqui ouvindo resolvi olhar por aqui .

Mateus Luciano disse...

frist of the gang to die / morrissey eu tava por aqui ouvindo resolvi olhar por aqui .

Mateus Luciano disse...

frist of the gang to die / morrissey eu tava por aqui ouvindo resolvi olhar por aqui .

Luiza disse...

Que lindo!!
Deu para sentir cada momento em que ela se encontrou, e a paz que a invadiu ao deitar-se novamente...
Amei...
Bjs

ivone fonseca disse...

Lindo ana, esta busca da mudança de algo novo q vai do acordar até a paz ao anoitecer carregada somente da unica certeza q quer fazer algo realmente novo... simples assim.


Fantastico (rs)


bj te amo

Andréia M. G. disse...

Estou gostando de sua Clarice. Aguardo as cenas dos próximos capítulos. Beijão!

Renata de Aragão Lopes disse...

Interessante a ideia
de criar e desenvolver
personagens.
Acompanhei
a estória!
Beijo.